7 mensagens bíblicas sobre educação financeira

biblia

 

Independente da crença ou fé de cada um, existem fatos que até mesmo os mais céticos são capazes de reconhecer: as mensagens de paz, o poder de transformação e ensinamentos políticos e sociais presentes na Bíblia, o livro mais vendido da história, com mais de 4 bilhões de cópias.

Pensando nisso, por que não colher algumas passagens do livro, que trazem muito claramente – e já naquela época – lições que podem ser transmitidas até hoje como pérolas da educação financeira?

Há quem diga que as regras financeiras atuais deixam o consumidor em desvantagem, já que o poder econômico costuma oprimir aqueles de menor poder aquisitivo. Mas o cliente também têm armas a seu favor, e deve exercer o poder de barganha através da decisão de compra, que em última instância regula toda a relação entre vendedor e comprador.

Pensando nisso, o que se pode extrair da Bíblia para os tempos modernos?

Lucas 14, 28|Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la?
O desejo de consumo é inerente ao ser humano, mas sempre deve ser precedido pelo planejamento financeiro. Marcar os ganhos e os gastos, monitorar rotineiramente, e agir no dia-a-dia para não perder o controle gerenciando suas compras é fundamental.

Lucas 14, 29-30|Para que, depois que tiver lançado os alicerces e não puder acabá-la, todos os que o virem não comecem a zombar dele, dizendo: Este homem principiou a edificar, mas não pode terminar.
Quem não planeja adequadamente ou não segue o planejamento, acaba se complicando. Este é um grande mal da sociedade brasileira. Muitos não têm má intenção, apenas não foram educados para isso. Errar não é o principal problema, mas sim não trabalhar para corrigir.

Provérbios 21, 5|Os planos do homem ativo produzem abundância; a precipitação só traz penúria.
O planejamento adequado dá direção ao ser humano, orienta suas ações, e inevitavelmente gera resultados. O sofrimento financeiro vem da falta de planejamento, ou do planejamento mal feito. Com as altas taxas de juros atuais, como não parar antes de se entregar às compras não planejadas?

Provérbios 11, 1| A balança fraudulenta é abominada pelo Senhor, mas o peso justo lhe é agradável.

Fraudar, enganar, mentir não pode ser o melhor caminho. As más intenções fazem parte do mundo desde o princípio. Tomar empréstimo com informações inverídicas ou com intenção de não pagar, além de prejudicar a si próprio, prejudica também a outros, à medida que torna o processo mais difícil e mais custoso.

Provérbios 21, 5 |Não sejas daqueles que se obrigam, apertando a mão, e se fazem fiadores de dívidas; se não tens com que pagar, arrebatar-te-ão teu leito debaixo de ti.
É preciso agir com responsabilidade em todos os nossos atos. Um dos maiores motivos de inadimplência no Brasil se deve ao cidadão que “empresta o seu nome a terceiros”.

Lucas 16, 1-13 | Depois perguntou ao outro: Tu, quanto deves? Respondeu: Cem medidas de trigo. Disse-lhe o administrador: Toma os teus papéis e escreve: oitenta.
Negociar ou contratar dívidas depende da aflição do credor ou do banco. O consumidor que escolhe a hora pra contratar ou negociar dívidas leva muita vantagem. Quem acompanha semanalmente os artigos publicados aqui na Negocie Com Seu Banco, sabe que o assunto mais abordado é justamente o valor da negociação e a capacidade do consumidor em analisar suas despesas, e sempre optar por trocar dívidas mais caras, por dívidas mais baratas, sempre analisando a taxa de juro de cada uma.

Gênesis 41, 34-36 |”… recolha a quinta parte das colheitas… durante os anos de abundância. Eles ajuntarão… e armazenarão… formarão… uma reserva em previsão”.
Entre todas as histórias bíblicas, José do Egito dá o melhor exemplo do cristão providente. Recomendando ao faraó que poupasse, formando reserva para os imprevistos e surpresas da vida, ele mudou a sua própria sorte e a de todo o Egito. Conselho válido até os dias atuais. O ato de economizar é assunto frequente na mídia, dentro e também fora de casa. Quem poupa, sabe que pode contar com uma reserva para investimentos futuros ou ainda para emergências. Conselho velho, mas sempre bem-vindo.

Mais lidas