Coisas que todos deveriam saber sobre os bancos

Ser banco no Brasil é uma atividade altamente arriscada, simplesmente porque emprestar dinheiro ou vender produtos por aqui é difícil e nada trivial. O brasileiro possui hábitos de consumo atípicos, levados principalmente pelo impulso. Assim como grandes redes varejistas já fecharam suas portas no Brasil, os bancos também não ficam atrás, alguns deles muito recentemente. Para os que muito comumente afirmam que ser banco é uma tarefa fácil e lucrativa, não devem se lembrar do destino que tiveram grandes instituições como o Banco Nacional e o Panamericano. Eles são exemplos de quem errou naquilo que parecia “fácil demais”.

A alta inadimplência dos empréstimos é o principal motivador das exorbitantes taxas de juros cobradas no país. Todo mundo lembra que elas existem e são cobradas sem piedade, mas o que quase ninguém entende é que elas são motivadas pelos mais de 55 milhões de inadimplentes brasileiros. Bancos são como qualquer outra empresa e precisam ser lucrativos. Logo, os bons clientes pagam a inadimplência dos maus, e ainda geram o lucro dos bancos. Obviamente, os clientes endividados, e com alta necessidade de financiamento tem menos poder de negociação. É preciso lidar com isto, e aprender a negociar. Pouco resolve ficar criticando a economia de mercado.

Certamente você já ouviu falar na famosa Lei da Oferta e Procura. Mesmo que não, tenha a certeza de que já a viu em ação inúmeras vezes. Ela basicamente diz que se você e muitos outros procuram por um produto ou serviço e poucos os têm para oferecer, você sem dúvida irá pagar mais caro por ele.

No Brasil o governo toma a maior parte dos recursos pra rolar sua dívida interna – de mais de R$ 2 Trilhões – a uma taxa de juros que está entre as maiores do mundo, a SELIC. Dessa forma há muito menos dinheiro para as necessidades de financiamento de investimentos das empresas e de consumo da população. Este é outro motivo importante para as taxas de juros serem tão caras. No final das contas, isso é culpa de quem?

Os custos bancários são altíssimos, e por isso bancos pequenos, sem grande quantidade de clientes, não conseguem se desenvolver no Brasil, já que não possuem escala pra absorver os altos custos de uma operação bancária. Um dos mais importantes é o esforço pra adquirir um novo cliente, que não é pequeno, ainda mais pra trazer para a instituição um que possa ser lucrativo.

Se você soubesse o quão de fato é trabalhoso prospectar clientes para um banco, certamente você seria inflexível em sua negociação por melhores condições. Nenhum banco quer perder este tipo de cliente, que muitas vezes não demonstra efetivamente a intensão de mudar de instituição. Lembre-se que todo gerente comercial de banco tem toda a informação financeira sobre você, o que o deixa em vantagem na hora de negociar.

Negociar Com Seu Banco é realmente a solução para melhorar suas oportunidades de negócio. Entretanto, é preciso entender como os bancos pensam, e como eles atuam para extrair o máximo de sua negociação com ele.

Mais lidas