O que nunca lhe disseram sobre limite de crédito

Não importa quem seja o cliente ou qual o nível de relacionamento dele com o banco, a partir do momento que se possui uma conta, ele automaticamente passa a ter também o famoso limite de crédito.

Os limites de crédito são montantes que o banco disponibiliza a você para que utilize da melhor forma, em situações onde seja necessário um dinheiro a mais. Esses limites ficam normalmente divididos em linhas de crédito como pré-aprovado, cheque especial e cartão de crédito, todos com diferentes taxas de juros aplicadas. Vale lembrar que nenhum cliente é obrigado a ter qualquer tipo de limite, sendo possível solicitar para que estas linhas sejam desabilitadas, até porque muitas vezes são valores exagerados.

Você já experimentou somar todo o crédito disponível para você? Estamos falando sobre limites de cheque especial, cartão de crédito, crédito pessoal e vários outros, que normalmente podem ser somados de vários bancos em que o consumidor é cliente . E se você usasse de fato todo esse dinheiro?

É importante entender que em um relacionamento onde de um lado existe o banco e do outro o cliente, o crédito nada mais é que um laço de confiança entre as partes, ou pelo menos é assim que deveria ser visto. O total dos limites de crédito oferecidos indicará o nível de confiança que os vários bancos têm no consumidor. Com o passar do tempo, o cliente que usa o crédito e paga sem problemas, tem esse valor ampliado e, por sua vez, continua usando e pagando as taxas de juros cobradas pela instituição. Dessa forma, o banco aumenta a confiança que ele tem naquele cliente.

Mas para essa confiança não se tornar um problema, e para ajudar os bancos a controlar todo este crédito, foi criado o Bureau Positivo. A ideia está em evitar o superendividamento do consumidor, que pode destruir todo este círculo virtuoso. Pensando nisso o Banco Central publicou a Lei 12.414/2011, que regula o SCR (Sistema Central de Risco), um cadastro consolidado dos usuários de crédito no Sistema Financeiro Nacional.

Para o cliente, é importante entender em que linhas de crédito o seu limite está distribuído, pois o ideal é que a maior parte destes créditos esteja disponível em linhas com taxas de juros mais baixas. O que isso quer dizer exatamente? Significa que se o juro do crédito pessoal é menor que a taxa cobrada pelo cheque especial ou cartão de crédito, a melhor situação é aquela em que seu limite seja maior para este, e menor para os dois mais caros. O exercício é o mesmo para todas as linhas disponíveis em sua conta.

Como está a distribuição dos seus diversos limites e respectivas taxas de juros?

Para melhorar o crédito disponível, experimente o simulador da Negocie Com Seu Banco e encontre a taxa de juro que cada instituição financeira está cobrando no mercado. Converse com o gerente do seu banco sobre as linhas de crédito possíveis, e sobre o que ele pode fazer para lhe oferecer melhores oportunidades, de acordo com suas prioridades.

Mais lidas